Mensagens

A mostrar mensagens de Agosto, 2011

I WANNA GO OUT

Imagem
Há cerca de 6 dias que não sei bem se o tempo lá fora está assim (chuva):


   Ou assim (sol):



   Espero que a primeira hipótese seja a correcta e que, a partir de sexta-feira, S. Pedro me brinde com a segunda. Já mereço, não já?

   E pronto, esta tem sido a minha banda sonora. Quero mesmo ir lá fora!

PRAY

Imagem
Dear God,

Thanks for providing us last day and night. The beach was perfect, with those waves that we search for all summer. The weather was great and the talk was very warm and confortable, sounding like home.
It's good to pick up our friends, receive their hugs, see them smile. It's good to feel the rain, give some advices, make a few plans. Thank you again.

Please, keep me this way and keep them this way. Please, keep us this way forever.

STEP UP THE GAME

Imagem
Let's make this happen, girl! You gonna show the world that something good can work and it can work for youuuu.
And you know that it will.
Let's get this started girl, we're moving up, we're moving up,
It's been alot to change but you will always get what you want.
Took a little time to make it a little better,
It's only going out, just one thing and another, you know!
You know!











♫ Two Door Cinema Club - Something Good Can Work

WALKING ON SUNSHINE

Imagem
São 15 para as 4 da manhã e o sol acaba de brilhar para mim. É uma espécie de Festa do Avante - o sol brilhará para todos nós - antecipada. Acabei A análise de conteúdo. Se me viram fritar a pipoca nestepost, acreditem que a fritei durante estes dois meses, por muitas outras vias para além da escrita. Enfim, palminhas para mim que consegui, por 5 minutos este Verão, sentir-me francamente aliviada.

BABY

Imagem
força nos músculos, check.dizer não a tudo, mesmo quando quer dizer sim, check.macaquinho de imitação, check.particular apreço por objectos barulhentos, check.esfolar os joelhos e não chorar, check.linda de morrer, check.beijinhos e festinhas na madrinha, check.
é um orgulho, portanto :)


As dúvidas do presidente @ Revista Sábado

"O programa de ajuda externa da troika tem muitos pontos que podem ser atacados: para os funcionários públicos, vai aumentar drasticamente o desemprego; para os funcionários do privado, vai liberalizar os despedimentos; para os empresários, vai eliminar as taxas reduzidas de IRC; para os trabalhadores, vai subir o IRS; para os desempregados, vai cortar o subsídio de desemprego; para os empregados, vai reduzir as indemnizações pagas pelos patrões; para os comunistas, vai privatizar o Estado; para os capitalistas, vai obrigar a subir os rácios de capital da banca; para os médicos, vai interferir na escolha dos medicamentos que receitam; para os professores, vai destruir a escola pública; para os nacionalistas, vai colocar estrangeiros a controlarem o Governo; para os regionalistas, vai destruir o poder local, cortando câmaras municipais e juntas de freguesia.    Como se vê, é fácil encontrar alguém descontente com o memorando da troika e é ainda mais fácil encontrar desculpas p…

Mau Maria!

E eis que chega o dia em que fotografias minhas são publicadas num jornal. Infelizmente, ainda não é desta que vou alcançar a fama (cof cof), pois o jornalista resolveu errar o meu apelido. Obrigada!

   As fotos foram capturadas no Domingo passado, num evento que, possivelmente, falarei mais adiante. Até lá, muito trabalho com vídeos e fotografias. E outros trabalhos. Hard life.

Endorsement

A criatividade, nas férias, chega a campos estranhos. Prova disso são os exemplos de mau endorsementque, em primeira instância, me ocuparam o pensamento: Fernando Mendes e a marca de chocolates (coloridos e deliciosos) M&M's - eu deixaria de os comer e aposto que a maioria das pessoas também.   Homens da Luta e uma qualquer agência de rating - os fãs deste tipo de agências não estariam propriamente agradados (e os Homens da Luta também perderiam todo o sentido).E para quem não sabe o que é o artist endorsement, well, em Setembro poderão ficar a saber.

Equipa

Hoje pediram-me que, quando terminasse a tese, a enviasse, pois gostariam de a ler. Fiquei surpresa e embaraçada, pois nas últimas mil vezes que mostrei trabalhos a alguém, foi a colegas: para pedir opiniões, dar ideias, deixar copiar - não é doces do segundo ano? :) - ou simplesmente partilhar, porque é uma área na qual todos temos interesse e gostamos de aprender.    É engraçado como a vida, que odeio a palavra destino e não sei sequer se a devo usar, junta as peças de uma maneira tão calculada (e simultaneamente subtil). Estou certa que este pedido não teve qualquer intenção de fazer um clique naquilo que sou, mas fez - e clarificou a razão da preguiça que se apoderou de mim nos últimos anos, desde os quais deixei de fazer coisas a roçar a perfeição, substituindo-as por desenrasques.    Lembro-me de ter sempre lá alguém. Alguém que me ajudava nos recortes para o postal do Concurso de Natal. Alguém que lia os meus textos de língua portuguesa. Alguém que pedia para ouvir-me a de…