Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro, 2011

LISBOA

Imagem
A R. queria conhecer Lisboa, o D. sabe tudo sobre arquitectura e eu adoro a cidade. Resultado: muitos sítios lindos (re) visitados e uma enorme dor de pés.







   Se ainda não foram ao MUDE - Museu do Design e da Moda - aconselho muito. Para além de só ter peças interessantes, é grátis.

Geração Rasca

Eu acho que não sou rasca e costumo odiar que rotulem a nossa geração como tal, mas acabei de ver um post no meu feed de notícias que me ajuda a compreender porque é que alguém nos nomeou desta forma.    Ora vejamos: recém licenciado acaba de escrever que procura um estágio "proficional", volto a escrever, "PROFICIONAL". Alguém quer comentar? A mim fogem-me as palavras, tal é o sentimento de "vergonha do alheio".
   Enfim: não me considero rasca e ainda não estou oficialmente à rasca. Se entretanto estiver, espero que não seja por ter sido substituída por alguém menos capacitado que eu (se bem que a escrever dessa forma, duvido que encontrem alguma oferta no Google).

Madeira

Vi esta piada no Facebook e não resisti:
Uma madeirense foi para a maternidade e teve 2 gémeos, um rapaz e uma rapariga. Em homenagem à sua terra, ela baptizou a menina de "Madeira" e o menino de "João Jardim". O Dr. Alberto João Jardim, ao saber da notícia, foi visitar a mãe e os bebés. Ao chegar, a Sra. estava a dar de mamar ao menino e o Sr. Jardim tenta agradecer pela linda ideia dos nomes... A Sra. interrompe-o e diz baixinho: "Chiiiiuuuu!!! Se a Madeira acorda, o João Jardim não mama mais".
Enfim. Muito se fala na Madeira, que é local onde nunca estive, mas quase toda a gente que eu conheço já esteve. Toda a gente conta coisas, os que conheço que são de lá, os que conheço que lá foram, os que conheço quem conhece. Ouve-se de tudo. E graças às redes sociais também se lê de tudo.    Não gosto de generalizar nestas coisas, que pode confundir-se com racismo, mas há anos que tenho a mesma sensação: aquela gente é estranha. Não sei se vão todos beber ág…

OUTONO

Imagem
Chegou, com um sol bom para mimar quem não teve um Verão como gosta. 

Ponto da situação #1

Já tenho net e já está tudo a postos para começar a estagiar/trabalhar na SJ Rádio :)

Secretaria

Então, ainda bem que a secretaria resolveu não atender chamadas durante este mês - imagine-se, o mês das matrículas para todos os ciclos - e deixar as recepcionistas (aka senhoras que não sabem o que dizem) fazer teorias sobre as respostas aos nossos problemas.    Eu conheço o Instituto, pela voz até reconheci as funcionárias, mas para quem liga pela primeira vez,  garanto que não é atendimento nada dignificante.
   Caraças, tanta gente a formar-se em comunicação, um Gabinete de Comunicação e Imagem e nem assim evitam uma quantidade de coisas tão fáceis de contornar.
   Isso e eu ter ficado com as mesmas dúvidas, mas enfim.

Remar contra a maré #1

“Parafraseando Walter Lippmann (...), o nosso mundo é demasiado grande, demasiado fugaz e demasiado complexo para que dele possamos ter consciência directa” (Granieri, 2006[1]).
Não podia ter encontrado melhor frase para descrever a aventura a que me propus este ano: remar contra a maré. As coisas não estão ao alcance de todos os olhos e nem sei se estão dos meus – mas é a partir deles que vejo o presente. Nesta óptica, decidi seguir um ou outro parâmetro, certa do propósito geral e crente da pouca rigidez dos objectivos específicos, num mar incerto (mas sem medo do Cabo Bojador).
Empurrada pelos ventos que escolhi, vim dar aqui: são quase 4 da manhã e, mesmo sem net, peguei no Word para escrever “isto” que agora – certamente um dia depois – publico. Comecei a ler o livro que citei unicamente porque o A. me ligou minutos antes e me espantou o sono – tinha estado a ver um filme simples e com uma história de amor comovente, daqueles quase próprios para adormecer com tranquilidade (foss…

Summer Trip 2011

Encontrei o percurso feito este ano rabiscado num papel e decidi postar aqui para perdurar no tempo:

Ribeira da Bajouca - Montijos - Pedrogueira - Pombal - Benfica - Arroios - Costa da Caparica - Praia da Morena - Lagoa de Albufeira - Praia do Meco - Nossa Sra. do Cabo - Cabo Espichel - Sesimbra - Setúbal - Tróia - Praia de Melides - Praia de St. André - Sines - S. Torpes - Porto Covo - Praia de Porto Covo - Praia da Ilha do Pessegueiro - Vila Nova de Mil Fontes - Cabo Sardão - Zambujeira do Mar - Praia do Carvalhal - Praia de Odeceixe - Aljezur - Praia da Arrifana - Praia do Vale da Telha - Lagos - Praia D. Ana - Sagres - Ponta de Sagres - Praia de Porto de Mós - Portimão - Praia da Rocha - Faro - Olhão - Praia da Manta Rota - Espanha
A negrito os locais onde dormimos. 1400 km. Julho 2011.

Friends with Benefits

Imagem
Acabei mesmo agora de ver o Friends with Benefits (em português: "Amigos Coloridos") e escusado será dizer que me apetece trazer o Justin Timberlake cá para casa.

   Não costumo criticar cinema - gosto, mas sou incapaz de estabelecer aquelas comparações pertinentes, dada a minha má memória -, e nem é isso que tenciono neste post. Contudo, resolvi falar sobre o filme - mesmo estando a morrer de sono - porque é daqueles que nos arrepia e nos faz desejar estar lá. Uma comédia romântica, sobre amizade colorida - como tantas outras -, com a vantagem de ter bons diálogos, ter a sua piada e ter dois protagonistas que encaixam muito bem visualmente.    Acabo de eleger o Justin como o meu terceiro actor preferido - eu que em coisas de cinema e música sempre odiei fazer listas -, pelo misto de sensações boas que me consegue transmitir. Giro, engraçado e até amoroso. Quem não quer um assim? E sim, já sei que vão reclamar com o meu critério de selecção...    O rapaz deixa-me de beiç…

ZIG ZAG

Imagem
Passei de uma tarde aqui (biblioteca do ISCSP):










 A uma tarde aqui (esplanada do Zig Zag):


  É fácil perceber que a segunda escolha bateu a primeira mil a zero, não é?
E o nome do café não podia adequar-se mais ao rumo que a minha vida vai tomar.
    Ah! E estou feliz por me ter lembrado que o meu telemóvel tira fotos.