Mensagens

A mostrar mensagens de Junho, 2014

Fingers crossed

Não depende sempre de nós salvar o mundo - não de todos, ao mesmo tempo ou não de todos, da mesma forma. Há momentos em que só podemos aguardar e viver em suspenso, quase não viver. Viver sem fazer barulho para não acordar o resto dos fantasmas, se os há. Esperar porque quando não sabemos ou não podemos, o tempo resolve, mostra-nos o caminho, entrega pistas.
Já passou algum tempo, o vento amainou e já nos deixa dormir. A tempestade ainda não passou, muito mais tempo terá de correr para podermos respirar de alívio e cair em sonos profundos mas, para já, estamos serenos (e a dar luta).

Inspira, expira.

Que se lixe o Alive ou os riscos que um qualquer fugitivo me fez no carro. Que se lixem as calças que comprei e que estão estragadas sem nunca as ter usado e que se lixe o facto de preverem chuva para o sábado em que conto festejar o meu aniversário. O que é tudo isto comparado com a notícia de hoje? Começo seriamente a temer o amanhã.

F*da-se!

Esgotaram os passes de 3 dias para o Alive. What's next?

Vinha dizer um palavrão

Entretanto, ocorreu-me que isto ainda pode piorar e resolvi remeter-me, novamente, ao silêncio. Por momentos achei que esta seria a cereja no topo do bolo de angústias dos últimos dias, mas se calhar é só a base e o bolo ainda nem sequer foi para o forno, portanto...