update.txt

Não morri, mas podia ter acontecido.
Desde então, passaram-se várias coisas óptimas para reportar, mas a bateria da minha câmara não deu conta do recado. Pediu papinha e foi aí que me vi perdida, tão perdida como o carregador e os restantes cabos hão-de-estar, ao km 107 da A8. O senhor repôs a vedação e a tralha é impossível de resgatar. Carregador novo? As soon as possible! Afinal, o que são 60 euros comparados com o preço de um funeral? Exacto: rien. Espero que os meus pais gostem deste argumento, que a Páscoa concentra todas as minhas finanças na pequena I. que, a propósito, já anda e corre e cai sem fazer fitas. 

E este é o primeiro post unicamente textual. Tivesse eu tempo e este blog levava outra volta. *

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Ponto da situação

Porta-Tazos #1 - Viva a nossa camionete!

Sobre a épica ida ao Porto