Ponto da situação

Estive quase um mês de férias, daquelas férias sem aceder ao e-mail, ao site, à loja online. Daquelas férias sem telefonemas, sem preocupações, que só em sonhos, estão a ver? Eu vi(vi). 

Férias com direito a coisas tão random como ir à praia, fazer desporto (estava tão a precisar), tomar o pequeno-almoço na cama entre revistas e Apps, "comer" caviar, ir ao teatro, visitar três países (um deles, o mais feliz do mundo), fazer obras em casa, passar tempo infinito com quem me enche o peito e a alma, fazer cursos online (esta parte errr, ainda não terminei, mas vai ser hoje), ir ao médico, visitar as casas novas dos meus amigos (já só faltam 4 - e é bom que mais ninguém se lembre de mudar de casa entretanto), ir ao cinema, fazer limpezas, ir às compras, beber uns copos, conhecer sítios novos, revisitar sítios que sabem sempre bem, experimentar receitas (poucas - tive muito tempo, é certo, mas as minhas ideias e projectos eram tantos, que mesmo assim ficou muito por fazer).

Agradecer.

Vou mudar de empresa, um assunto que merecia uns mil posts: muitos textos sobre o trabalho que estive a desenvolver nos últimos 4 anos; alguns sobre a pós-graduação e o boost que me deu; alguns sobre o processo de procura e entrevistas, que é sempre engraçado; qualquer coisa sobre a proposta e a decisão; e um texto sobre o agora, que é já daqui a nada, comigo a entrar no edifício laranja.

Gostava de voltar aqui para escrever sobre isto, mas não vale a pena enganar-me: se não vim aqui em quase 1 mês de férias, não é durante a rotina e os desafios do dia-a-dia que vou parar para pensar alto neste blogue.

Comentários

  1. Que maravilha :)
    É difícil dar prioridade ao blog no dia-a-dia mas espero que regresses de vem em quando!
    Ah, e o blog está de cara nova? Lindo!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Porta-Tazos #1 - Viva a nossa camionete!