Desculpem, não vou rezar por Paris

Porque, para mim, a vida não se rege por orações. Para mim, a fé está na humanidade. Quero continuar a acreditar nela. Queria que isto não tivesse acontecido. Queria que todas as atrocidades que o ser humano comete diariamente fossem ficção.

E hoje, mais do que nunca, vê-se o reflexo do fanatismo religioso. Do crer em coisas/seres impalpáveis. Malucos com crenças doentias fazem o estrondo que fazem e nós apelamos a entidades divinas. Faz sentido? A mim parece-me simplesmente provocatório.

Eu acredito no mundo. Fascino-me com ele. Com a maneira perfeita como a natureza está construída. Com o poder do cérebro humano. Com a possibilidade de fazermos mais e melhor.

Hoje lamento pelo massacre que ocorreu em Paris. Torço para que a cidade e os sobreviventes se recomponham. Espero que estes actos não desencadeiem respostas na mesma moeda. E faço figas para que não se perca o resto da humanidade.

Mas rezar? Rezar é um direito, claro, mas em dias como o de hoje soa mal em hashtags. Guerras travadas em nome da religião não podem ter esperança cravada na religião - a história mostra-nos porquê, há séculos.

Comentários

  1. Concordo plenamente que a acção é mais importante que a Oração. Mas o que estes senhores fazem não tem nada a ver com religião. Eles tentam justificar os seus actos, com crenças que nem sequer se enquadram na religião muçulmana; é uma camuflagem, digamos assim. Eu acho que faz todo o sentido orar por Paris (e pelo Mundo); quando as pessoas rezam, rezam a uma entidade divina que é amor.

    ResponderEliminar
  2. Concordo. Dá-me ideia que há extremistas que usam as religiões como desculpa para matar pura e simplesmente....

    É a minha óptica, mas esta malta terrorista está-se bem nas tintas para o respeito ou não da religião que praticam....são simplesmente doentes que não têm amor à vida (os bombistas suicidas são o melhor exemplo disto...) deles e dos outros....e o pior disto tudo é que não há capacidade de diálogo/negociação porque o único diálogo que produzem é através de bombas e reivindicações de atentados.....

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Porta-Tazos #1 - Viva a nossa camionete!

Sobre a épica ida ao Porto