Domingo

Finalmente um dia sem trabalhar uma gota: com direito a dormir até ao almoço, a café no Starbucks, a passeio pela Baixa e a um momento de compras. Ah, e a namoro.

Agora que reli, o meu Domingo soou-me a comédia romântica cliché, mas não, nos filmes americanos não há espaço para ver o cair da noite do alto do Elevador de Santa Justa, nem há gente morta de cansaço que vibra só por ter passado um dia sem ir ao computador.

Resta esperar que amanhã haja energia suficiente para compensar a folga :)

Comentários

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Porta-tazos #5 - O puxão de orelhas de aniversário

Porta-Tazos #1 - Viva a nossa camionete!