Vou a Lisboa

Eu ia bem era dormir. Cedinho como aprendi este último mês.
Apanhar todas as pontas soltas, dar seguimento aos projectos que por aqui andam a chatear - sim, há dias em que a motivação se confunde nas inspirações e expirações mais prolongadas. Há dias em que não há paciência. Em que pomos em causa o entusiasmo, quando o confrontamos com os ganhos. E eu gosto tanto de me mover por paixão. Mas a paixão não mata a fome. E a paixão já não me sabe ao mesmo, com os "se's" inevitáveis a latejar. Aos poucos transformam-se em máquinas de fazer dinheiro, as pessoas. Seja como for, hoje é mau dia para avançar. Má hora. Deu o que tinha a dar por hoje - e não foi mau de todo.
Talvez precise de ir mesmo a Lisboa, ainda que ache que não, que ache que não era preciso ser já. Mais à frente vou ter mais saudades e menos oportunidades. Vai correr bem. Só tenho de me focar. Uma coisa de cada vez e, aos poucos, a água corre nos canos certos. A ver se não me engano na montagem da canalização. Foco, Joana - sim, a Joana sou eu, prazer. 

Comentários

  1. Mas virão dias de motivação! E ai irás sentir algum prazer :)
    Mas .. como te compreendo!

    ResponderEliminar
  2. Joana? esperava mais de ti! xD
    respira fundo que tudo vem a seu tempo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sei, querias que me chamasse Ágata. Desculpa :(

      Eliminar
  3. É mesmo, máquinas de fazer dinheiro, ainda ontem pensei nisso e como fiquei triste...
    Beijinhos, boa sexta!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Ponto da situação

Porta-Tazos #1 - Viva a nossa camionete!