Ressaca

Primeiro preciso das copeiras: não se admite ter de ir à cozinha de manhã decidir, fazer e comer o pequeno-almoço - basta-me o último verbo - e também me agrada o facto de levantarem os tabuleiros portanto, investimento número 1 decidido. Depois, as enfermeiras: dispenso as medidas de tensão arterial e os cateteres mas não ter de me preocupar com as horas das drogas (24 anos a desviar-me dos químicos para agora destruir tudo, pobre corpo lindo) também é um descanso (vá, ensinem a copeira a fazer isso e poupamos um bocado $$$ - o meu lado tio patinhas nunca dorme). Por fim (para já, que o meu cérebro ainda se está a adaptar a esta nova realidade), quero isenção na conta da água (eu já lavava muito as mãos mas depois de 10 dias no mundo dos germes...), gel desinfectante em todas as divisões da casa (mania acoplada à anterior) e liberdade para poder pôr sempre toda a roupa para lavar e todas as toalhas para o chão sem ter de me preocupar se está sujo ou não.

No fundo, lendo o que escrevi conclui-se que quero alargar o que me está destinado de pegada ecológica e viver de forma egoísta pensando apenas no meu conforto. Vim, portanto, pior.

Comentários

  1. Ai mulher tadinha! As melhoras para ti e espero que arranjes a tal copeira =P

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  2. Fico muito satisfeita que já estejas em casa e em recuperação. :) Sim, eu sei o que isso é. Ficamos mal habituadas com a boa vida e depois custa voltar ao nosso ritmo. Por isso dá-te à preguiça por uns dias e depois voltas à rotina a pouco e pouco. :)
    As melhoras. beijinho grande

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Ponto da situação

Porta-Tazos #1 - Viva a nossa camionete!

Sobre a épica ida ao Porto