A minha maior prova de amor

Ir para Lisboa, de sorriso nos lábios, depois de séries de dias sem dormir. Completamente rota, a dar as últimas, mas sem hesitar: porque apesar de não ir à bola com ursos de peluche e piroseiras que tais, vou à bola com o amor.

[Todos os dias do ano, mesmo naqueles em que só queria enterrar a cabeça na almofada e apagar].

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Ponto da situação

Porta-Tazos #1 - Viva a nossa camionete!

Sobre a épica ida ao Porto