Alguém me explica?

   É comum encontrarmos pessoas com vergonha dos pais (ou outros membros da família) seja por causa da roupa, da profissão, do sotaque ou por outra causa qualquer. Se forem adolescentes, o melhor é ignorar - se tiverem uma formação minimamente decente a coisa passa - mas como é que isto permanece na vida adulta? Faz algum sentido?
   Ok que há razões para termos vergonha de outras pessoas, mas não serão - num mundo normal - a humildade e a simpatia, certo? Porquê aquela necessidade de dizer "É a minha mãe, Conceição, o meu pai José e pronto, somos uma família simples, sem muitas posses". A sério? Chiça, logo agora que lhes ia pedir dinheiro emprestado! Ou serão outras posses? Arrogância e mania, por exemplo? Ufa, aumentaram as probabilidades de termos uma conversa agradável.
   A sério gente, estou-me nas tintas se têm uma casa na praia, se só vestem roupa que custe mais de xxxx euros, se fizeram três doutoramentos ou se o vosso couro cabeludo tem caspa. Não sei por quem me tomam mas não estou a contar que me paguem o almoço quando me apresentam a vossa família portanto, too much information. Torna-se incómodo para mim - por perceber que me julgam alguém capaz de julgar o outro só pelo nome e o ar que estão a respirar - e acredito que para os próprios familiares, que às tantas quase pedem licença para falar.
   Nestas alturas acabo por sentir vergonha alheia (dos filhos que rebaixam os pais desta forma) e pena (por não poder apresentar toda a gente com o orgulho que às vezes gostaria). Uns rodeados de humildade mas que só desejam show-off, outros rodeados de gente cagona e ansiosos por atitudes mais singelas - a dualidade do mundo, mais uma vez.

Comentários

  1. Assim sendo .. ja podes ir a minha casa! ahah

    ResponderEliminar
  2. não podia concordar mais :) gostei muito do teu blogue e já está nos meus favoritos <3

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Ponto da situação

Porta-Tazos #1 - Viva a nossa camionete!