A crise dos 20 e pouco

Ter um perfil no instagram recheado de fotografias em sítios in é importante mas o que está mesmo a dar são as grandes decisões. É giro viajar, comer o hambúrguer da moda ou beber o gin mais elaborado mas a Geração Y tem sede de mais e responder ao "que é feito de ti?" com menos do que um "vou casar" começa a saber a pouco.

Passa mais uma semana de trabalho. Mais cinco dias sem tempo para meter a conversa em dia, sair, fazer "coisas". Chega o fim-de-semana e o café entre amigos impera. Se não vamos falar da vida dos outros (vamos, mas o que é de mais também enjoa) é bom que haja algo interessante para dizer sobre a nossa. O nosso trabalho é entusiasmante, sim senhor, mas se não fomos promovidos nem aconteceu algo digno de destaque o tema vai esgotar-se inevitavelmente (juntemos-lhe o sigilo profissional e o assunto acaba em menos de nada). As férias já passaram. O namorado é o mesmo. Não ganhámos o Euromilhões. Dominamos cada vez menos temas da actualidade (não há tempo para tudo). Vamos falar de quê? 

Isto não devia ser um problema mas o ser humano sente a pressão, mesmo entre amigos. Afinal, há gente a dar-se bem na vida. Há gente a casar, a ter filhos, a comprar carro. Há gente a ganhar mais do que três dígitos. Gente com a nossa idade! 

E mesmo que na nossa cabeça ou vida ainda não tenha feito sentido dar esses passos, talvez seja isso que nos falta. Sim! É isso que nos falta! Sair de casa dos pais. Já temos 24 anos!!! E se for preciso emigramos, porque lá fora ganha-se bem. Mas para já compramos um apartamento que vamos ficar a pagar até aos 80 anos. Não, afinal não, isso não tem grande jeito porque o nosso namorado até está a trabalhar numa cidade diferente da nossa. Alugamos uma casa a meio caminho. Ou num sítio para passarmos férias. Ah e vamos largar o emprego! Nem que se vá lavar escadas mas trabalhar desmotivado é que não! Vamos dar um passo grande. Com os pais não vivemos mais: sim amigos, decisão tomada (até à semana e decisão seguinte, que provavelmente anulará a anterior)!

Pessoas, experimentem respirar fundo: para além de acalmar as ânsias evita que passem por maluquinhos.

Comentários

  1. :) É exactamente isso. E lembrei-me logo de um artigo que li (e guardei - http://visao.sapo.pt/o-que-conta-e-ter-uma-vida-mais-livre-e-autentica=f786887), acho que vais gostar e perceber melhor que muita gente :)

    beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sou fã do ser humano (da sua mente, mais propriamente) e às vezes divirto-me explorar o tema para além da observação do dia-a-dia, por isso muito obrigada pela partilha Dee! :)

      Eliminar
  2. Se de facto vais sair de casa dos teus pais é uma boa decisão de vida. Vais perceber que NADA paga a privacidade que se ganha ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não Jedi, não vou sair, não sou eu que ando sem saber como ocupar o tempo e me ponho a inventar. É um reparo ao que vejo em parte das pessoas da minha idade. De qualquer forma já morei fora de casa dos meus pais vários anos, há sempre vantagens e desvantagens seja qual for a opção, o importante é estarmos satisfeitos com o que escolhemos :)

      Eliminar
  3. Acho que uma coisa boa da geração dos 20s agora é a incessante busca pela felicidade e por melhores condçoes...nunca se acomodar! Por um lado é mau claro pois viver na precariedade e sem emprego certo é mau. Mas não há fase melhor que esta para se experimentar e se perceber qual é de facto o nosso lugar no mundo =) Se não for agora, nunca será ;)

    Beijinho*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim Pretty, eu defendo a ambição e concordo quando dizes que estamos na idade certa para experimentar mas temos de ter noção que isso não é desculpa para mudarmos de personalidade ou atitude todos os dias, convém sermos minimamente coerentes ;)

      Eliminar
  4. Eu já estou mais nos 20 e tal, mas o cenário não é muito diferente. ;)
    beijinho

    ResponderEliminar
  5. Li o título e fiquei logo meio indisposta.
    A mim, irrita-me malta que tem 20 e pouco. Isso é lá idade para se ter?
    pffffffffffffffffff...
    (não, não tem nada a ver com o facto de eu ter mais uma década e tal em cima, ok?)

    ;p

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Ponto da situação

Porta-Tazos #1 - Viva a nossa camionete!

Sobre a épica ida ao Porto