O tempo perguntou ao tempo, quanto tempo o tempo tem*

"O tempo não se perde nem se ganha. O tempo é o que é. Não sabemos quanto temos. Não sabemos o que é. Só sabemos que o tempo que passa mais depressa é o melhor. Estejamos entretidos por um grande projecto, por uma cara bonita ou por uma ninharia." [Miguel Esteves Cardoso]

E é sempre esta sensação, meses após meses, de ver o tempo passar a voar. Ainda há uns tempos estava a mudar de vida, a deixar Lisboa, a estrear um livro em branco. E entretanto já passaram dois anos, páginas repletas de histórias e acontecimentos que se atropelam uns aos outros, um ano e meio desde que me sentei pela primeira vez na minha secretária, um ano e meio de newsletters, conteúdos para o site e para as redes sociais, fotografias de produtos, organização de workshops, conversas com clientes, campanhas, estratégias, and so on. Uma viagem a dois a Itália, uma viagem fucking awesome com os de sempre a Amesterdão, uma viagem de celebração de amizades mais recentes mas não menos profundas, a Paris. Portugal de Norte a Sul. A quantidade de coisas que aprendi e outras tantas que, infelizmente, já esqueci. Todos os verbos que conjuguei. Todos os objectivos que tracei, aqueles que já alcancei, outros que reformulei. As pessoas com quem me cruzei. Tudo num piscar de olhos, quase tudo óptimo de se viver e tudo, excepto a tua ida e esta merda do lúpus, para agradecer.

Não sei quanto tempo tenho mas espero que seja sempre cheio e que nunca me pareça demasiado, mesmo que isso signifique não poder assimilar tudo e ter de andar sempre a saltitar (também gostava de ter o tal comando mágico para o pôr na pausa mas já me parece menos concretizável...).

* O tempo respondeu ao tempo que o tempo tem tanto tempo, quanto tempo o tempo tem.

Comentários

  1. "Someone said that Time is a predator, that stalks us. But I prefer to think of Time, as a companion that goes with us on a journey."

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Ponto da situação

Porta-Tazos #1 - Viva a nossa camionete!