Somos todos Zeinal Bava

Este caso do Zeinal Bava deixa-me a pensar que o melhor é ir trabalhar para a caixa de um supermercado o resto da vida. No máximo, serei chamada a responder por causa de um troco mal dado ou de um saco de plástico não cobrado e, no fim, o patrão vai encolher os ombros e ser compreensivo, porque são muitas pessoas e trocos a passar-me pela frente, todos os dias. 

Já de um gestor de topo, não. Exigem-se (e bem) justificações para as decisões tomadas, tenham elas acontecido há um mês ou em início de carreira. Ora, eu olho para ele a dizer que não se lembra, não consegue precisar e que não pode jurar e em vez de pensar que o gajo tem uma lata descomunal (penso um bocadinho, vá) fico com pena porque me revejo. 

Eu não sei se ele tem culpa - se tiver, que arque com as consequências - mas na minha realidade acho perfeitamente normal que não se lembre se falou com A, se mandou em B, se assinou C. Mas são coisas de grande responsabilidade, dirão vocês, são sim, direi eu - mas nem por isso ficam mais tempo na memória. É claro que se me perguntarem se matei alguém ou roubei eu saberei dizer com certeza que não. Porém, se me perguntarem se eu copiei na frequência X ou quem foi a pessoa que escreveu a cábula, não vou saber responder - porque, de facto, já copiei por cábulas e a minha turma até tinha um sistema de envio de sms à malta. Agora se foi em Economia ou em Marketing, honestamente não sei. Se me perguntarem se algum colaborador num projecto que tenha coordenado usou esse projecto para prejudicar terceiros, que eu me lembre não, mas se calhar até ocorreu algo e eu até tive de intervir. Se hoje, passado uns anos, tiver de responder ou testemunhar sobre isso, o mais certo é poder dizer muito pouco, mesmo que na altura tenha estado minimamente dentro do assunto... 

Percebo que, para quem se lembra de tudo, seja uma realidade difícil de entender mas acreditem que é possível e sim, para mim as respostas do senhor fazem sentido.


(vá, não julguem que me passam a perna assim tão facilmente, para evitar estas coisas normalmente tenho o mais importante registado).

Comentários

  1. "...já copiei por cábulas e a minha turma até tinha um sistema de envio de sms à malta."
    looooooooool

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Porta-Tazos #1 - Viva a nossa camionete!

Sobre a épica ida ao Porto