Meus queridos,


Leiam lá, com atenção, o meu post anterior.
Escrevi exactamente que há pessoas que não merecem um pingo da nossa consideração deixando implícito, julguei eu, que há de facto animais mais amistosos e aos quais o nosso tempo é mais bem dedicado. Contudo, não percebo quem faz destas excepções de gente a regra, enfiando tudo no mesmo saco, generalizando. Há pessoas e pessoas, assim como há animais e animais (o primeiro a dizer que gosta de moscas leva o prémio) mas, na minha visão, quem prefere sempre e em qualquer circunstância os animais irracionais, tem problemas graves de um foro qualquer que não me cabe a mim decidir. Agora se não tenho saudades do meu gato? Se entre a morte dele e a de um pedófilo eu poupava o ser humano? Nem pensar.

Comentários

  1. então não publicaste o meu comentário? espero que não tenhas levado a mal, eu percebi e concordo perfeitamente ctg. há pessoas e pessoas. há animais e animais. e quem extrema - seja para que lado for - só pode ser doente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Publiquei todos os que recebi, LE! Não me apareceu nenhum teu. :/

      Eliminar
  2. Não que tenha comentado o teu post anterior, mas fica registada a tua opinião. E é de concordar, a bem dizer...

    ResponderEliminar
  3. Tsc tsc tsc. Para quê fazer um post quando podias ter respondido nos comentários? Que desperdício de teclado...lol

    ResponderEliminar
  4. Acabei de ler os dois posts e percebo o que queres dizer. Acho que depende da pessoa e do animal.
    Contudo, eu própria costumo dizer que prefiro os animais às pessoas, mas é no sentido de que as pessoas conseguem ser muito mais cruéis que os outros animais. Por exemplo, os humanos são os únicos animais que torturam ou matam por divertimento, como é o caso das touradas. Só isso diz muito. Quanto a preferir a lambidela do cão ao abraço de uma pessoa, mais uma vez depende do cão e da pessoa. Prefiro o abraço de uma pessoa que me é querida a uma lambidela de um cão desconhecido, mas por outro lado prefiro a lambidela de um cão que me é querido ao abraço de uma pessoa desconhecida. É muito relativo.
    beijinho

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Porta-Tazos #1 - Viva a nossa camionete!

Sobre a épica ida ao Porto