Trabalhos de 2 dias

   Não tem sido de propósito, mas confesso gostar da modalidade: dos cinco trabalhos que tive este mês (eu e o "freelancerismo" não devíamos estar tão próximos, mas à falta de melhor...), dois deles duraram apenas dois dias.
   O que é que isto tem de bom? No primeiro dia o receio do desconhecido é compensado com o entusiasmo da novidade e, no segundo, quando o cansaço começa a dar sinais de si, a parte mandriona do nosso cérebro motiva-se com um "tá-se bem, já é o último dia", não deixando hipótese para dias mal passados.
.

   P.S.: Empregador de sonho, continuo disponível / Perfect employer, I'm still available

Comentários

  1. Eu bem digo, o ideal era termos SEMPRE trabalhos de curta duração: não cansam, não fartam e deixam-nos experimentar várias coisas diferentes. Sou totalmente pró-"freelancerismo", só é pena não pagar as contas...

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Ponto da situação

Porta-Tazos #1 - Viva a nossa camionete!