Luz verde

   Às vezes gostava que avançar estivesse à distância de um simples premir do botão... querer seguir viagem e poder fazê-lo, aos níveis que bem entendesse. Era bom.
   Em vez disso, a vida dá-nos botões surpresa e muitas luzes vermelhas: não sabemos muito bem qual a consequência da nossa escolha e, quando sabemos e a queremos, parece não estar disponível. Tem graça, é um desafio, mas também cansa andar sempre sem certezas.
Quero um botãozinho para atravessar esta estrada, pode ser?

Londres - Fevereiro 2011

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Ponto da situação

Porta-Tazos #1 - Viva a nossa camionete!