Não tá fácil categorizar a coisa


   A S. já tinha perguntado algo parecido no recém-desorientada: como é que se chama a este período em que terminámos os estudos, é verão e estamos à procura do “primeiro emprego”?
   Embora seja a altura do ano em que quem estuda e trabalha tem férias e eu esteja, ainda que de forma faseada, a gozar de algo parecido – há anos que não fazia tanta praia nem tinha tanto tempo para a família e amigos –, não me parece a palavra adequada. Por um lado, as férias são uma interrupção onde as pessoas descansam dos meses árduos de trabalho e se preparam para os seguintes (e eu, neste momento, não tenho “seguinte”). Por outro, são dias sinónimos de liberdade, paz de espírito e felicidade (estados difíceis de atingir em pleno, quando se está inquieto com as incertezas do futuro).
   Ao contrário do último mês e meio em que, mesmo em cima do joelho, fui arranjando ocupação remunerada, neste momento tenho zero planos. Desconhecendo o que vem daí e consciente de que pode não vir nada senão uma grande depressão, dou por mim a repensar todos os passos, até os supostamente mais descontraídos a que poderia chamar - ainda que com muitaaaas aspas - férias.
   Se durante o ano não pude ausentar-me de Lisboa devido aos compromissos laborais e estudantis, agora posso esticar a trela, mas com moderação: mesmo sem projectos em mão, há sempre a hipótese de surgirem boas oportunidades e eu não quero estar inacessível, do outro lado do mundo.
   Ainda assim, sei que mereço uma espécie de férias, aquelas que tenho tido: bons momentos, recuperação de hábitos e pessoas deixadas numa espécie de stand-by forçado pelo tempo, passeio e muita calma – porque não saber o que aí vem exige serenidade redobrada.

Comentários

  1. Moratória para o emprego? I'm in!

    Também tenho arranjado ocupaçõezitas remuneradas (que me valeram a sensação de férias absolutas só durante uns 15 dias), mas não são propriamente um emprego. Vamos lá ver... Se encontrares assim uma fonte milagrosa de emprego, avisa, está bem?

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Ponto da situação

Porta-Tazos #1 - Viva a nossa camionete!