Não tem preço

Deitar e acordar ao lado do "tal". O cheiro, a temperatura, o olhar embevecido (ou cegueta, de manhã). As saudades que eu tinha disto.

Comentários

  1. Bem sei o que é... o "tal"... que bom!que saudades! e ainda só o deixei há uma noite...

    ResponderEliminar
  2. Depende: alguém que durma com uma prostituta, tem de pagar antes, que ela não é parva, não vá o gajo pirar-se durante a noite. xD

    ResponderEliminar
  3. É muito bom sim senhora. Momentos assim não têm preço, decididamente :)

    ResponderEliminar
  4. Oh, podes crer que não tem preço... :) é fantástico!!*

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Ponto da situação

Porta-Tazos #1 - Viva a nossa camionete!