O Bairro Alto já não está in

Custa-me escrever este título: falar assim do palco de tantas noites memoráveis pode ser interpretado à laia de cão que não conhece o dono, mas não se trata disso. Trata-se de tristeza. De duas noites em que concluímos o mesmo: o Bairro está vazio.

Claro que não estava vazio, mas quem se habituou a vê-lo sempre cheio, mesmo com chuva ou no inverno, estranha a redução acentuada. Sim, o Cais tem culpa e a crise também, mas dá pena. Logo o bairro que até tem spots tão variados, que sempre conseguiu reunir todo o tipo de pessoas (e era esse um dos seus maiores encantos), está agora esquecido para estrangeiros (guiados, aposto, por roteiros turísticos com os melhores e merecidos elogios à zona), mitras (que já existiam mas que agora passam menos despercebidos) e alguns resistentes, como nós e outros grupos pontuais.

O Cais do Sodré estava à pinha. Praticar preços mais elevados ajuda a filtrar os presentes e o ambiente estava claramente melhor. Uma lufada de ar fresco, mais um tiro no Bairro [por favor, não deixem morrer o ícone de tantas gerações].

Comentários

  1. Tens toda a razão... espero mesmo que não deixem morrer o Bairro!

    ResponderEliminar
  2. Vendo o post anterior, quando falavas no fernando pessoa, deu-me logo uma 'vaga' ideia de onde havias de ir lol

    Quando dizes que aquilo já esteve melhor...não vás por aí. Costumo ir lá muitos fins de semana e apenas há uns dias melhores que outros...

    Quanto ao Cais é que não gosto. Aí é que acho que se vê pessoal muito estranho....

    ResponderEliminar
  3. Eu nunca fui ao bairro alto das vezes que fui a Lisboa :S

    www.semjeitonenhum.com

    ResponderEliminar
  4. Acho que é geral... Não gosto muito de falar em crise, mas realmente faz-se sentir. Aqui no Algarve nota-e imenso a falta de pessoas por todo o lado :/

    ResponderEliminar
  5. No Natal lá fui eu fazer a peregrinação ao B.A. aquando da visita obrigatória à família e realmente concordo: parece que agora transplantaram-se todos para aquele que eu costumava chamar de «Parque das Nações - O Verdadeiro» (à pala dos nomes das «buatchis» duvidosas com nomes de países e cidades que por ali havia). Nem em dia de desembarque e caça ao putedo o Cais andou tão concorrido!

    ResponderEliminar
  6. Há dois anos fui pela primeira vez visitar Lisboa "a sério" mas não tive oportunidade de visitar o Bairro Alto :( mas quando regressar vou lá de certeza, ouço falar tanto dessa área que a minha curiosidade está no máximo.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Ponto da situação

Porta-Tazos #1 - Viva a nossa camionete!

Sobre a épica ida ao Porto