Da vida em cima do joelho #2

   Penso que vou uns dias a Lisboa, tento aproveitá-los da melhor forma porque não sei quando volto, e a meio da estadia ligam-me para uma entrevista. Anula-se a saída com as amigas na véspera e adiam-se, por umas horas, os compromissos do dia seguinte. Adia-se também o regresso a casa porque, entretanto, os compromissos adiados ocupam a sexta-feira toda e dá mais jeito voltar sábado. Decidido voltar sábado,  ligam-me e perguntam-me se estou disponível para um trabalho* segunda-feira, também em Lisboa. O cachet vale a pena, não hesito e lamento não ter trazido roupa suficiente para ficar até segunda. Como estabelecido, sábado dou um pulo a Leiria. Já sabes a notícia? - não sabia e não era boa. Lá nos desenrascámos num domingo de correria e à noite estava de volta a Lisboa. Acordo na segunda-feira, preparo-me para ir trabalhar e faço a mala, que depois do trabalho tinha de me despachar para apanhar o expresso. Tinha, achava eu, porque mesmo antes de sair de casa recebo outra proposta de trabalho para terça-feira (hoje, portanto) e aceito - ainda bem que trouxe roupa a mais.

*quando falo em desemprego por aqui, refiro-me sempre à área - fora dela ainda vou conseguindo oportunidades de ganhar uns trocos;

Comentários

  1. Xiii...
    E eu que ainda acho que a minha vida é que é sempre em cima do joelho...eheheh!

    Mas haja trabalhinhos, right? :)

    ResponderEliminar
  2. Devagarinho (que é como quem diz!) vais conseguindo ;) Muita força!

    ResponderEliminar
  3. Bem mas mais vale tares assim aterefada, ao menos isso =)

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  4. Andas de um lado para o outro! Mas ainda bem que tens tido esses trabalhitos :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Ponto da situação

Porta-Tazos #1 - Viva a nossa camionete!